28 setembro 2011


Hoje chego a casa, vinda do trabalho e com pouco mais de uma hora para cá estar, e nenhum dos gatos vem receber-me à porta. Coisa estranha. Começo à procura, à procura, a chamar um, a chamar outro, e nada. Às tantas penso que podem ter ficado fechados algures, e lá vou eu, escada acima, escada abaixo, a abrir portas e armários e a espreitar em tudo quanto é sítio. Nada. Desço, intrigada, e aparece o Nagui, vindo não sei de onde. mas sem Yuki. Começo a ficar preocupada, chamo, chamo, chamo, envio uma mensagem à Sofia a perguntar se a viu antes de sair, ela não responde, eu volto a dar voltas à casa, começo a chamar mais alto e mais impacientemente, e nada. Às tantas ligo à mana e ponho-me a chorar, convencida de que a Yuki se esgueirou lá para fora, e de que se o fez terá sido há muito tempo, e o que é que eu faço agora. A mana tenta acalmar-me, diz-me para procurar em mais uns quantos sítios, nada nada nada. Desço as escadas, com as bochechas inundadas e já preparada para sair e começar a chamá-la na rua... E lá está ela. Impávida e serena, ainda por cima. Espreguiça-se, come, e volta à sua vida normal.

Apeteceu-me estrangulá-la. de beijinhos.

3 comentários:

Vespinha disse...

Já passei por esse desespero com a Vespa... tinha ficado fechada o dia todo dentro de um armário e miava baixinho para lhe abrirem a porta. :)

joana disse...

pois, é mesmo assustador! com ela foi-o particularmente porque ela vem sempre ter comigo quando chego a casa, mas deve ter-se assustado com alguma coisa e não veio... mas não veio durante quase uma hora! depois à noite decidiu dormir comigo, deve ter sido a maneira dela de pedir desculpa... :)

Vermicelli disse...

em minha defesa, acho que devias ter acrescentado que " a sofia não respondeu porque estava numa conferência sem som no telefone, não por não ligar nenhuma aos gatos" humpf :P