30 outubro 2011

Depois de um fim de semana intenso e intensivo, volto para casa perto do destruída, mas com energia-arrumadeira. E que melhor maneira de gastar essa energia do que desembalar finalmente os inúmeros livros enfiados em caixotes há quase três meses...
Passei umas boas horas a ordená-los por língua, género, tamanho... Só não parti para a ordem alfabética, porque achei que já seria demais.
E nada melhor do que reorganizar os meus livros para perceber as grandes falhas que tenho! A maldição de nascer e crescer no Liceu francês é ter uma prateleira de livros de autores portugueses apenas meio cheia. Decidi portanto colmatar esta grande falha, e estou, neste momento, na melhor posição para o fazer. Vivam os descontos em livros! :)


26 outubro 2011

Milagres.

Azra Karaduman, um bebé que nasceu há duas semanas, foi retirada com vida dos escombros de um edifício de apartamentos em Ercis, na Turquia. Uma hora depois de terem resgatado a menina, as equipas de salvamento conseguiram salvar a mãe e a avó. O pai estaria no edifício no momento em que se registou o sismo - fez mais de 400 mortos, segundo dados ainda provisórios -, mas ainda não foi encontrado. 


in Público

24 outubro 2011

Let the sunshine in :)

nada melhor, no primeiro domingo de outono à noite, do que fazer (e comer, claro está) cookies. mnham!


23 outubro 2011

É a primeira vez que fico contente por ver a chuva chegar, nem sei bem porquê. parece que veio limpar as últimas semanas e anunciar uma nova etapa, a chegada dos meus anos, do natal e de um novo ano, muito melhor do que este. sim, talvez seja por tudo isso. sinto-me melancolicamente feliz :)


(carro, chuva e teias de aranha <3)

oooh yeah.

Sêxtuplos! :O

Quase morro de amor ao ver coisas destas...

18 outubro 2011

E a terapia desta noite...

Sangue do meu sangue

 



Confesso que demorei quase 24 horas a digerir este filme. Saí da sala de cinema com a cabeça pesada e o coração apertado, sem perceber muito bem se tinha gostado ou não. 
Mas o facto é que gostei. O argumento é cru, as interpretações (a maioria, pelo menos) magistrais e a fotografia belíssima. 
João Canijo e os seus fantásticos atores pintam-nos com pinceladas duras e implacáveis uma família que vive à beira do precipício, cuja maior força é o amor que une cada membro aos demais. A força do amor e o perigo do mesmo. Os riscos, as mágoas, os erros. Uma família a apodrecer progressivamente, a morrer de uma morte lenta e dolorosa, tentando desesperadamente manter-se à tona, sobreviver com o mínimo de danos possível.

As cicatrizes que deixa o amor incondicional.

17 outubro 2011

:)

Preparava-me eu para ir para a cama, quando oiço ressonar. Olho para trás, e eis o que encontro:


Fui ver a exposição de fotógrafos da Natureza que está no Museu da Ciência e História Natural. Gostei da exposição, tinha fotografias estrondosas, mas tive pena de que fossem tão pequenas e estivessem todas tão encavalitadas umas nas outras... Havia fotografias tão magníficas que mereciam uma escala correspondente e várias salas em que estivessem distribuídas, não só uma sala pequena, em que as pessoas quase tropeçavam umas nas outras (o que vale é que estava pouca gente!). De qualquer maneira, gostei muito do que vi, por isso deixo-vos algumas imagens:














Depois disto, lanche numa das minhas esplanadas de eleição (e há que aproveitar, porque o inverno está aí à porta -- acho eu) com uma ótima companhia, scones, chá e muita conversa.
Depois, rumo à baixa, onde me esperavam a Mana, a Su e a Clau. Fomos dar uma volta e acabei por comprar uns maravilhosos presentes de natal e anos. Temo já estar a sentir o espírito natalício a envolver-me... :)

Acabámos por jantar num restaurante muito bom, onde comemos muito bem e onde conseguimos, entre as quatro, formar o clube das vivas, o clube das sofias, o clube das giras, o clube das namoradas, o clube das ribeiro e o clube das manas, entre muitas gargalhadas.

E hoje, depois do ensaio de Beatles, fomos rumo a vendas novas, onde nos esperava um almoço de família inesquecível, com pessoas que não víamos há anos... Foi muito engraçado. Estava calor, uma luz magnífica e a boa disposição reinava. Tirei mil fotografias, como sempre, e aqui fica um exemplar, que foi já a caminho de Lisboa.



Em suma, um fim de semana em cheio, repleto de bons momentos e pessoas maravilhosas. Esta só pode ser uma ótima semana! 

Ah! E hoje fui ao ensaio em santos, e soube-me mesmo bem :) one down, one to go!

15 outubro 2011


Uma maravilhosa noite, em que tirámos, sem dúvida nenhuma, a barriga de misérias :) e a imagem que melhor define esta nossa noite:


:)


(it's still shining indeed)

14 outubro 2011

12 outubro 2011

O Google de hoje :)



A Maria



A Maria tem seis anos, quase acabados de fazer. Vi-a há duas semanas, e hoje achei-a diferente, mais crescida, com a voz mais grossa e gestos mais calmos... Depois do nosso jantar, quis que eu a fosse deitar e lá fui (adoro deitá-la). Guardámos as bonecas e os seus carrinhos nos sítios, entalei-lhe os lençóis e sentei-me, porque já sabia que ela me iria pedir ou uma história, ou uma música, como sempre. Desta vez pediu música (e ainda bem, porque hoje não me apetecia contar histórias). Apaguei as luzes e sentei-me outra vez. Aos bocadinhos consegui voltar a distinguir os contornos da carinha dela, e vi os lábios da minha linda sobrinha abrir-se num sorriso à medida que eu ia cantando 'olha o céu lá no fundo do chapéu' (acho que começo sempre por esta). Quando acabei, pediu-me só mais uma, e claro que me virei para 'quando a Lua acordar', que é a minha canção de embalar preferida. Quando acabei, a Maria diz, com uma sobrancelha erguida: «Quando a Lua acordar, tu vais adormecer?», ao que eu respondo «Sim, então, quando o Sol desaparece e a lua vem, é hora de ir dormir...». Um segundo para pensar, e: «mas a Lua às vezes aparece de dia!». Deu-me vontade de rir e acabei por lhe dizer que quando a Lua aparece de dia ainda está meio dorminhoca, e que quando fica brilhante no escuro é que são horas de dormir. A resposta pareceu satisfazê-la minimamente, mas naquele momento percebi que não será por muito tempo. É que a minha sobrinha mais pequena está a crescer.

11 outubro 2011

Eu já deveria saber que um dia que começa com Queen é sempre um bom dia :)

O bom de não ter cartão multibanco é pouparmos sem sequer nos darmos conta e chegarmos quase a meio do mês com o dobro do que teríamos se tivéssemos gasto tudo aquilo que nos apeteceu gastar durante quase duas semanas. O mau de voltar a ter cartão multibanco, especialmente no dia em que tem de se ir à fnac levantar fotografias, é não conseguir resistir a ir lá dentro só espreitar, só dar uma voltinha... Não sei porque tento enganar-me com estas minhas ideias estapafúrdias. Saí de lá com um livrinho para mim, um saco de pano lindo de morrer, um livro para a Su, o presente de Natal do meu pai e o presente de natal da minha irmã mais nova. Sim, sim, presentes de Natal. É que eu não sou daquelas que faz as compras em cima da hora a correr, sou daquelas que peeeensa e pondeeeeera e aproveita os meses que antecedem o Natal para comprar (e fazer) aquilo que quer, não só para evitar as bichas intermináveis de dezembro, como também para evitar um rombo no orçamento quando chega essa altura do ano. É que ainda por cima há muita gente que faz anos em dezembro, e eu preciso de tempo para pensar em tudo.

Já cheguei a começar as compras em agosto, portanto até estou a portar-me bem.

09 outubro 2011


Não querer fazer tudo ao mesmo tempo.
Aceitar que baby steps é a melhor maneira de chegar onde quer que seja, neste momento.
É difícil, tão difícil, fazer o que diz o post-it aqui ao lado.

Para dormir melhor.


Que bem que me sabe chegar a casa e ter sempre esta carinha a olhar para mim e a falar comigo com o miar mais doce de sempre... Faz-me esquecer as angústias do dia e ansiar pelo momento em que me enfio debaixo dos lençóis e ela aparece, devagarinho, se encaracola entre os meus braços, onde encaixa sempre na perfeição, e começa a ronronar, a ronronar... Como gosto de adormecer a sentir o corpinho dela todo a vibrar de felicidade e amor (eu acredito que é amor). Ultimamente sei que durmo melhor por ela lá estar, a tomar conta de mim.

08 outubro 2011

Barney knows best.


Comecei a escrever um relato sobre os acontecimentos de há 2 noites, mas ainda não tive coragem de o terminar, nem de o expor. Talvez o faça mais tarde, talvez nem chegue a fazê-lo.
Olhando para trás (literalmente), quase parece que o meu post anterior era dedicado a mim, sem o saber. eu sei que sou assim. sei que caio e a seguir me levanto, sempre, por mais esfolada e assustada que esteja.
Pode demorar mais tempo do que quereria, posso precisar de mais ajuda, de mais mãos para me puxar, mas vou conseguir. Porque sou forte e porque tenho pessoas fabulosas à minha volta que todos os dias me ajudam, cada uma à sua maneira :)

01 outubro 2011

Hoje:



- Acordei 4 minutos antes do despertador tão descansada que me convenci de que me tinha deixado dormir... O que me aconteceu para aí uma vez na vida, e porque o despertador se estragou a meio da noite! este é um dos meus grandes medos, aliás, ao ponto de por vezes pôr dois...

- Vi, a caminho do trabalho, uma 'excursão' de 7 cães, todos em filinha indiana atrás do separador da 2.ª circular. Como disse a Rita ao almoço, só lhes faltavam as mochilas!

- Acabei tudo aquilo que tinha para fazer mais cedo do que pensava e fiquei muito orgulhosa de mim própria

- Cheguei ao carro e tinha um espelho todo para trás, cheio de arranhões e desencaixado. Consegui pô-lo na posição normal, mas continua desencaixado. Espero que a pessoa que o fez se sinta culpada e os remorsos a façam ter uma indigestão ao jantar.

- O multibanco engoliu o meu cartão, liguei para o banco e ninguém soube resolver-me absolutamente nada. Portanto estou sem cartão e com pouco mais de 1 euro no porta-moedas.

- Fui ao quiosque das pizzas com as melhores companhias de sempre e bebi FINALMENTE a tão aguardada morangoska! Já devo ser conhecida como a menina exigente que pede morangoska todo o santo dia. Mas valeu a pena pela cara de felicidade do Primo do Vasco (temos de lhe perguntar o nome!) quando me anunciou que sim, hoje tinham morangoskas!

- Vimos centenas de bicicletas passar na avenida da liberdade :)

Apesar de um espelho partido e de um cartão engolido, um ótimo dia :)