09 outubro 2011


Que bem que me sabe chegar a casa e ter sempre esta carinha a olhar para mim e a falar comigo com o miar mais doce de sempre... Faz-me esquecer as angústias do dia e ansiar pelo momento em que me enfio debaixo dos lençóis e ela aparece, devagarinho, se encaracola entre os meus braços, onde encaixa sempre na perfeição, e começa a ronronar, a ronronar... Como gosto de adormecer a sentir o corpinho dela todo a vibrar de felicidade e amor (eu acredito que é amor). Ultimamente sei que durmo melhor por ela lá estar, a tomar conta de mim.

2 comentários:

Vespinha disse...

É das melhores coisas do mundo chegar a casa e ter estes pequenos seres genuinamente felizes por nos verem chegar...

(mas que as minhas têm andado a abusar ao encostarem-se tanto com este calor, ai isso estão!)

joana disse...

acreditas que eu hoje tive imenso frio à noite? tive de ir pôr umas meias grossas e uma camisa de noite de inverno por cima do pijama de verão... e logo ontem ela decidiu não dormir comigo, claro! :)