19 março 2012



















Já perdi a conta da quantidade de vezes em que abri isto com inúmeros pensamentos na cabeça e um formigueiro nos dedos, e voltei a fechar, sem conseguir encaixar duas palavras. Pensei que hoje pudesse ser a exceção, mas parece que não. Por vezes sinto que tenho tanto a dizer que nada me sai. As imagens são sempre mais fáceis. E, no fim de contas, diz-se que cada uma vale mil palavras. 

2 comentários:

Vespinha disse...

Minha querida, é só criar o hábito... e depois quando abres o blogue já é porque vais com a ideia do que vais escrever. :)

Sofia disse...

esgotamento linguístico, diz que é um termo médico e tudo eheh e já agora, as imagens são mais fáceis?? aiai, quem me dera que comigo também fosse assim! :)