17 outubro 2012

Ozalide ou Ouriça, a gata-maravilha

Hoje, estava eu no corredor ao lado da minha sala a falar ao telefone quando comecei a ouvir um miar aflito vindo lá de fora. Abri a porta de emergência, que se fechou atrás de mim, e comecei a descer as escadas, momento em que vi um gatinho minúsculo ao pé de um contentor do lixo. Aproximei-me, devagarinho, mas ele assustou-se e foi para dentro do motor de um carro. Fiquei ali um bocadinho a tentar persuadi-lo a sair, mas sem sucesso, e decidi chamar ajuda. Uns minutos depois, chegaram duas colegas minhas, munidas de queijo, para me ajudar. E, talvez vinte minutos depois, lá conseguimos que ele saísse de debaixo do carro, atraído pelo queijo, e consegui apanhá-lo! Depois foi uma grande festa lá em cima, tudo a fazer festinhas ao bicho, a pegar-lhe, a brincar com ele... Foi tão engraçado. Depois, andámos por ali com ele - que entretanto descobrimos (achamos nós) ser uma ela, demos-lhe vários nomes - dois dos quais estão no título - e encontrámos dona para a menina! Uma história feliz e que pôs toda a gente por ali com um sorriso nos lábios :) E acho que não fui a única a ficar perdidamente apaixonada pela gatinha... :)





5 comentários:

Vespinha disse...

Para mim é a ouriça!

joana disse...

ahaha tinha-me esquecido do ouriça! já lá está, para ficar para a história :)

Vespinha disse...

Linda, mudaste o título!

CAP CRÉUS disse...

Muito bem!
parabéns pelo salvamento!

joana disse...

:)))